Como conhecer Santiago gastando pouco

Já vou confessando logo de cara que não achei Santiago um destino barato de se visitar, mas não é por isso que devemos riscar a capital chilena da nossa “Wish List” de destinos desse mundão. Preparei um post com atrações grátis (ou quase isso), que devem ser incluídas num roteiro para aproveitar Santiago gastando pouco:

Se você também vai pro Rio de Janeiro com pouca grana você deveria ler o post Como conhecer o Rio de Janeiro com a grana curta.

– Plaza de Armas

Começar um roteiro econômico pela Plaza de Armas é uma ótima opção. O local conta com 04 prédios da época colonial que tem entrada gratuita, são eles o Correio Central, a Catedral Metropolitana, o Museu Histórico Nacional e a Municipalidade de Santiago. O Museu Histórico Nacional inclusive, conta com visitas guiadas grátis de quinta a domingo.

Plaza de Armas em Santiago gastando pouco

Plaza de Armas

 – Mercado Central

Outro local que pode ser visitado sem ter que pagar nenhum tipo de ingresso é o Marcado Central, o mercado de peixes da cidade. Lá também tem uma série de restaurantes de Frutos do Mar e algumas lojinhas de souvenirs. Alguns suvenir custam a partir de $ 2 pesos. Boa opção para comprar uma lembrancinha da sua viagem ao Chile.

– Cerro Santa Lucia

O marco zero da cidade também pode ser visitado sem ter que pagar nenhum centavo de peso. Trata-se do Cerro Santa Lucia. O espaço é um labirinto de ladeiras e escadas intercalado com belas praças e com uma vista incrível, não só para a cidade de Santiago, como também para a cordilheira dos andes. Vale a pena separar umas horinhas do seu roteiro para conhecer esse cerro com tranquilidade.

Cerro Santa Lucia em Santiago gastando pouco

Cerro Santa Lucia

–  Cerro San Cristoban

Outro cerro que pode ser visitado a pé é o Cerro San Cristoban, onde fica o santuário da virgem imaculada Conceição com uma estátua da santa contando com 14 metros de altura. As maneiras mais tradicionais (e caras) de subir o cerro são de funicular ou de teleférico. Já a opção grátis e fitness conta com 40 minutos de caminhada moderada até o topo. O visual lá de cima é imperdível.

– Estadio Nacional

E se você gosta de história e de futebol, separe um dia para conhecer o estadio Julio Martínez Prádanos, também conhecido como Estadio Nacional. Ele foi a primeira obra pública do pais. O Início das obras aconteceu nos anos 30 e a inauguração no ano de 1938. Capacidade máxima na época era de 30 mil pessoas.

Até setembro de 1973 o estádio foi palco de festas e grandes celebrações, mas nessa data foi declarado o golpe militar, a ditadura durante o governo de Pinochet. O Estádio nacional foi o maior centro de reclusão política de todo país. Já se sabe pela história que cerca de 5 mil pessoas foram detidas, torturadas e assassinadas dentro do estádio.

Para o ano de 2010 houve uma grande reforma, mas o governo decidiu manter toda a escotilha 8 com grades, celas, e paredões onde eram feitos os fuzilamentos para fazer uma homenagem as pessoas que estiveram detidas. Ali na escotilha 8 tem uma das frases que é uma das mais bonitas da história do país que vem desde o tempo da ditadura: “um povo sem memória é um povo sem futuro”. Que serve de memória, para que momentos como esses não voltem a acontecer

Dá pra visitar todas as instalações do estádio, inclusive a escotilha 8 quando não tem jogo ou nenhum evento importante, eles deixam os visitantes passear pelo gramado inclusive de terça a sábado nos horários de 10h00 ou ao meio dia são feitas as visitas guiadas gratuitas.

– Palácio La Moneda

O Palácio La Moneda também pode ser visitado sem custo. É lá que acontece a troca da guarda da policia de Santiago, com cavalos, orquestra e até algumas músicas dedicadas aos brasileiros como aquarela do brasil e brasileireirinho.

No local também é possível visitar o museu Centro Cultural La Moneda que fica embaixo do Palácio La Moneda e também tem entrada grátis.

– Museu de Belas Artes e Museu de Arte Contemporânea

E para você que gosta de arte o Museu de Belas Artes e o Museu de Arte Contemporânea ficam num mesmo espaço num belíssimo prédio de estilo neoclássico no Parque Florestal. E advinha só? A entrada é gratuita.

– Parques

A cidade é cheia de belíssimos parques. Tem o Parque Florestal, que já falamos acima, tem o Parque Bicentenário, inaugurado no ano de 2010 pro bicentenário da nação chilena, tem também o Parque Metropolitano, com seu 722 hectares, considerado o quarto maior parque urbano do mundo e o maior parque urbano de toda a America Latina. Ou seja, muitos parques que podem ser visitados e aproveitados sem desembolsar nada.

Hospedagem em Santiago Gastando Pouco

Tá indo pra Santiago? Clique no botão abaixo para ser redirecionado ao Booking.com para escolher a sua opção de hospedagem. Fazendo sua reserva através desse link o blog ganha uma pequena comissão, mas você não irá pagar nada a mais por isso.

Reserve Aqui
E se você quer continuar viajando e gastando pouco, não deixe de visitar o post Como conhecer Petrópolis gastando pouco.

Outros posts sobre o Chile:

PLANEJE SUA VIAGEM UTILIZANDO DOS PARCEIROS DO BLOG:

Tá precisando de ajuda pra preparar o seu roteiro de viagem? Usando os links aqui do blog você não irá pagar nada a mais por isso e você ainda ajuda o blog a continuar ativo.

Hotel Booking.com

Aluguel de Carro: Rentcars.com

Aluguel de Casas ou apartamentos: Ganhe R$ 130,00 de desconto na sua primeira reserva pelo Airbnb

Seguro viagem: Seguros Promo

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. 11 de Abril de 2018

    […] – Como conhecer Santiago gastando pouco […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *