4

Buenos Aires pela primeira vez

Buenos Aires é a capital da Argentina e um dos principais destinos turísticos da America do Sul. Famosa pelos cafés, pelo tango, pelos alfajores, pelo time do Boca Juniors, pela noite agitada nos bares de Palermo, pelos cortes de carne suculentos e esses já são muitos motivos que podem levar um viajante até a capital portenha.

O peso continua a favor dos Brasileiros (maio de 2017), o que só fortalece o bom momento para nós, brasileiros, visitarmos a capital da Argentina.

Documentação para viajar

Não é tão difícil desembarcar na capital “dos hermanos”. Para ter acesso ao país, brasileiros precisam ter o passaporte ou RG (desde que o mesmo tenha sido emitido a menos de 10 anos). Outros documentos com foto (como carteira de trabalho e CNH – Carteira Nacional de Habilitação), não são válidos para entrada no país.

Atenção: para menores de 18 anos desacompanhados, ou acompanhados de apenas um dos pais, é necessário emitir uma autorização de viagem junto ao juizado de menores.

Transporte

O transporte na capital argentina em geral é barato, o metro atende toda a cidade, embora eu não recomende nos horários de pico, pois além de ficarem superlotados e não terem ar condicionado, você vai encontrar com pedintes em praticamente todos os vagões. O sistema de ônibus (coletivos) é um pouco confuso, além de possuírem paradas especificas, só podem ser pagos com moedas e eles não possuem roletas, o que pode ser um pouco inacreditável para os brasileiros, ou pelo menos foi, pra mim. Recomendável mesmo é transitar pela cidade de taxi (já que os bairros ficam longe um do outro), as corridas não são caras. Mas atenção, pague sempre com notas pequenas, para não cair no golpe de receber notas falsas de troco.

O que fazer em Buenos Aires?

– Calle Florida e Galerías Pacifico

A maneira mais prática de explorar Buenos Aires é explorá-la bairro a bairro. No centro, comece pela Calle Florida, uma rua exclusiva para pedestres e o maior centro de compras de Buenos Aires, cheia de lojinhas de roupas de frio, couro, sapatos, souvenires e lojas de alfajor. A rua é destinada a compras, mas os preços são para turistas. De qualquer maneira, não deixe de ir, além de ser um ponto turístico recomendado em muitos guias de viagens, pode ser que você encontre alguma promoção.

Lá também é o endereço da Galerías Pacifico, o shopping mais bonito da cidade, tem uma arquitetura belíssima e afrescos pintados no teto. Vale a pena uma paradinha na praça de alimentação, nem que seja para um café, e uma foto, claro.

Galerias Pacífico Buenos Aires

Galerías Pacifico.Cafés

– Cafés

E por falar em café, em Buenos Aires você vai encontrar muitos Cafés, desde os mais simples ao mais requintados. Eu recomendo sempre uma paradinha, após uma refeição.

– Av. 9 de Julio 

Seguindo pela Av. Corrientes fui parar na Av. 9 de Julio, que os portenhos fazem questão de lembrar que é uma das mais largas do mundo com 140 metros de largura entre suas calçadas. O ponto alto desta avenida é o Obelisco, que tem 68 metros de altura. As quatro faces do monumento ilustram fatos históricos, e são eles: A primeira fundação de Buenos Aires em 1536, a refundação da cidade em 1580, a criação da capital federal em 1880 e o primeiro hasteamento na bandeira nacional na igreja de San Nícolas, que existia no mesmo local.

Avenida 9 de Julho Buenos Aires

Av. 9 de Julio

– Plaza de Mayo

Essa praça é um ícone da cidade, e concentra de uma única vez vários pontos turísticos. Lá estão o Banco de la Nación, o Cabildo e Catedral Metropolitana. Embora o principal atrativo da praça e o que leva os turistas até lá com certeza é a Casa Rosada.

– Casa Rosada

A Casa Rosada é a sede do governo federal, e só pode ser visitada por dentro nos finais de semana, mas é a fachada cor de rosa que acaba recebendo a maior parte dos turistas que aparecem por lá apenas para uma foto. (Foto destacada no início deste post).

– Puerto Madero

Puerto Madero é um antigo porto de Buenos Aires que foi totalmente reformado fazendo de suas antigas docas, restaurantes, hotéis, pubs, boates, entre outros, e é um lugar extremamente romântico. Prepare-se para gastar um pouco mais, pois nesta área os restaurantes costumam ser mais caros que no restante da cidade, e não deixe para ir muito tarde, os principais restaurantes fecham entre meia noite e duas da manhã. Lá é onde está a famosa Ponte de La Mujer, obra do artista plástico espanhol Santiago Calatrava, e também é endereço da Fragata Sarmiento, um museu flutuante que fica ancorado no canal principal do bairro e que era utilizada como um símbolo da Argentina em importantes eventos diplomáticos mundiais.

Ponte de La Mujer Buenos Aires

Ponte de La Mujer

– La Boca (Caminito e La Bombonera)

Em La Boca, uma parada fundamental no principal corredor turístico do bairro, o Caminito, que se trata de uma rua-museo de exposição permanente, onde você vai encontrar além de todas aquelas casas coloridas, artistas locais vendendo suas obras, casais dançando tango, e muitas lojinhas de souvenires com preços bacanas.

Contam que as casas tem aquele aspecto, pois se tratavam de cortiços, e como não tinham dinheiro para construir, os moradores pegavam no porto ( o primeiro da cidade, que também esta desativado), que fica no final desta rua, restos de materiais utilizados para construir as embarcações e os restos das tintas que eram utilizadas para pintar os mesmos. Como nem sempre a quantidade de tinta era suficiente, tinham que ser complementadas com outras tintas, o que acabou dando o aspecto colorido nas casas.

Caminito Buenos Aires

Caminito

O estadio do Boca Junior, mundialmente conhecido como La Bombonera, também fica no bairro de La Boca. Ele tem esse nome por lembrar uma caixa de bombom. O estádio ainda comporta uma lojinha de souvenir e o Museo de La Pasión Boquense, que além de contar a historia do clube, conta com uma estátua gigante de Diego Maradona logo na entrada.

Para o estádio recomendo a visita guiada, assim você terá não só acesso as arquibancadas, mas também ao vestiário e ao final do tour ainda poderá tirar fotos com os troféis conquistados pelo clube na Libertadores (Obs: as fotos são cobradas a parte).

La bombonera Buenos Aires

La Bombonera

 

– Retiro (Estação de Trem e Torre dos Ingleses)

No bairro do Retiro fica a famosa estação de trem Retiro Mitre, construída com materiais importados da Inglaterra sendo considerada na época uma das maiores estações de trem do mundo.

Na praça em frente a estação fica a torre monumental, ou torre dos ingleses se preferir, essa segunda denominação foi dada, pois a torre foi um presente dos ingleses aos argentinos como parte da celebração do centenário da revolução de maio de 1810, e só mudou de nome após um conflito em 1982.

Torre dosIngleses Buenos Aires

Torre dos Ingleses

– Palermo e Recoleta 

Esses bairros são a parte nobre da cidade, ou seja,  é lá que você vai encontrar as melhores grifes internacionais, os melhores shoppings e o “centro verde” da cidade, como o Jardim Botânico, Jardim Zoológico, Jardim Japonês e o Parque Três de Febreiro.

O Jardim Japonês, foi criado pela comunidade japonesa de Buenos Aires e é um lugar fantástico para relaxamento. Lá existe um lago de carpas, cascatinhas artificiais e as tipicas pontes avermelhadas. Super indico essa visita.

Jardim Japonês Buenos Aires

Jardim Japonês

Gatronomia

Em relação a culinária, Buenos Aires tem três pontos fortes a parrilha (típico corte argentino macio e suculento), o doce de leite e os alfajores. Tome nota e prove os três durante sua viagem.

———————————————————————————————————————-

Reserve seu hotel no -> Booking.com

*Fazendo sua reserva através do link acima o blog ganha uma pequena comissão, mas você não irá pagar nada a mais por isso.

You Might Also Like

4 Comments

  • Reply
    Beatriz pereira da silva
    11 de junho de 2017 at 11:14

    tenho muita vontade de conhecer Buenos Aires, quando eu for de maior vai ser um dos primeiros destinos a conhecer!

    • Reply
      deborapsantiago
      11 de junho de 2017 at 12:37

      Que legal Beatriz! Dou muita força! Viajar é tudo de bom. 🙂

  • Reply
    Ivone Rodrigues
    11 de junho de 2017 at 14:23

    Olá,
    Pretendo ir no final do ano e tinha pensado em conhecer os pontos turísticos de metrô ou ônibus mas após ler seu post fiquei em dúvida , estou pensando em pagar aqueles ônibus ou van que fazem o passeio , será que sai muito mais caro?
    Ivone

    • Reply
      deborapsantiago
      11 de junho de 2017 at 20:41

      Eu visitei boa parte dos pontos turísticos de ônibus, alguns com city tour e outros de taxi. O taxi por lá não sai caro e uber também já está funcionando. 🙂

    Leave a Reply