Descubra se você é viciado em viajar

Você já ouviu falar de “dromomania”? Pois é, eu também não tinha ouvido falar até então. Dromomania é o impulso incontrolável de perambular, de viajar e muitas pessoas na era atual sofrem com esse vício. A verdade é que para essas pessoas essa vontade de viajar nunca vai passar, mesmo que “o viciado” garanta que esse é apenas um estilo de vida.

viciado em viajar

Você é viciado em viajar?

Fato é que, pesquisando melhor sobre o tema, descobri alguns comportamentos se repetem na vida desses viajantes, que demonstra claramente que estão viciados em viajar. Veja abaixo alguns dos sintomas e descubra se você também é viciado em viajar:

1) Você acompanha todos os sites e aplicativos de promoções de passagens aéreas e tem alertas para a maior parte deles.

2) Você planeja a sua próxima viagem assim que chega em casa ou durante a viagem que ainda está em percurso.

3) Você fala de viagens o tempo todo (e as pessoas já estão te achando meio chato por isso).

4) Você sempre tem algum destino pra indicar se alguém te pedir uma dica de viagem.

5) Você sabe de todos os feriados prolongados que esse ano vai ter e tem viagem programada ou planos de viagem para pelo menos 3 deles.

6) Você planeja fazer uma tatuagem e o tema dela é viagem. (Melhor ainda se tiver a oportunidade de fazer essa tattoo enquanto viaja).

7) Você tem tanto destino de viagem na sua “bucket list” que fica difícil escolher o próximo.

8) Você acha que seu documento mais importante é o seu passaporte e ele está sempre na validade.

9) A aba de favoritos do seu navegador é cheia de sites relacionados a assuntos de viagem.

10) Sua casa/quarto tem um espaço dedicado para guardar as bugigangas que você trás das suas viagens.

11) Você já pediu demissão para fazer uma viagem ou não vê a hora de fazer isso de verdade.

12) Você tem mais amigos no exterior do que na cidade onde você mora.

13) Você utiliza o cartão de crédito para compras já pensando em quantas milhas vai acumular.

14) Você acha super divertido contar para seus amigos os perrengues de viagem que você passou.

15) Você fica deprimido quando está mais de dois meses sem viajar.

Se você se identificou com pelo menos 10 das afirmações acima, saiba que você também é viciado em viajar.

viciado em viajar

Provavelmente saber que você é um viciado em viagens não te causou nenhum desespero, afinal de contas, como isso pode ser ruim? Mas fique atento a alguns sinais que podem atrapalhar a sua vida.

Não deixe de separar um tempo para curtir seus amigos, seus familiares e seu companheiro, frequentar aniversários e eventos sociais, afinal é fundamental para todo ser humano ter uma “vida real”. Além disso, não deixe que “economizar” seja o lema de sua vida e faça com que você deixe de frequentar cinemas, restaurantes ou mesmo um café. Claro, todos temos prioridades, e tudo bem se a sua for viajar, mas desfrutar a nossa própria cidade também pode ser muito legal e recompensador.

O tema viagem também não pode ser mais importante que a sua saúde financeira, então nem pensar em viajar se está cheio de dívidas, se a fatura do cartão de crédito está estourada, se a conta está no vermelho ou se você pegou um empréstimo no banco para fazer a sua última viagem e ainda nem terminou de pagar as parcelas, mas já está planejando a sua próxima data de embarque. Aliás, de preferência, não pegue um empréstimo para viajar, mas sim, faça um planejamento financeiro pra isso.

E finalmente, não se deixe influenciar pelas milhares de contas que abordam o tema “viagens” nas mídias sociais fazendo com que a vida de todo mundo pareça um eterno programa no Canal Off. Faça suas escolhas com responsabilidade para que viajar não seja apenas uma maneira de provar para outras pessoas que sua vida é o máximo, e sim porque isso realmente é uma experiencia genuína, que te traz alegria e realização pessoal. Afinal de contas, já dizia o bispo francês Jean-Baptiste Massillon: “A virtude termina sempre onde começa o excesso”.

Em complemento a esse post recomendo que você leia Como o “vício” em viajar pode te fazer mal (e ferir as pessoas ao seu redor) do blog 1 viagem, 2 visões.

Fotos utilizadas neste post: Pixabay

Outros posts relacionados

Slow Travel – Aproveite um estilo de viagem mais lento

Nem todo mundo pode largar tudo para viajar

Quando tudo deu errado numa viagem

PLANEJE SUA VIAGEM UTILIZANDO OS PARCEIROS DO BLOG:

Tá precisando de ajuda pra preparar o seu roteiro de viagem? Usando os links aqui do blog você não irá pagar nada a mais por isso e você ainda ajuda o blog a continuar ativo.

Hotel Booking.com

Aluguel de Carro: Rentcars.com

Aluguel de Casas ou apartamentos: Ganhe R$ 130,00 de desconto na sua primeira reserva pelo Airbnb

Seguro viagem: Seguros Promo

Você pode gostar...

6 Resultados

  1. AlineDP disse:

    Sou viciada! Hauhauhau
    Mas a reflexao no final é super importante. Realmente temos q ter cuidado para não entrar nos excessos e acabar nos prejudicando.

  2. Maria disse:

    PAHAHAHA ADOREEEI! Perfeita observação no final. E MUITO obrigada pela indicação! 🙏♥️

  3. Gente, que interessante! Nunca tinha ouvido falar nesse termo mas me identifiquei!!! E realmente precisamos tomar cuidado para essa vontade louca de VIAJAR não afetar nossa vida social né!! Amei o post!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.