Visita ao Sitio Burle Marx

A região de Barra da Guaratiba que já foi tema de alguns posts aqui no blog como a Trilha da Pedra do Telégrafo e também o post sobre a Praia do Perigoso e a Pedra da Tartaruga, não para de me surpreender. Já fazia um tempo que o Sitio Burle Marx, que também fica na região, estava na minha mira de passeios e finalmente tive a oportunidade de conhecê-lo. Deixo aqui esse post para que possam desfrutar desse passeio tanto quanto eu.

Roberto Burle Marx que nasceu em São Paulo mas veio para o Rio com apenas 4 anos de idade, foi um famoso paisagista e artista plástico brasileiro, reconhecido mundialmente por seus inúmeros projetos que concentram hoje mais duas mil praças e jardins elaboradas ao redor do mundo. Aqui no Rio de Janeiro são dele os jardins da Cidade Universitária, o projeto de paisagismo do MAM, os jardins do Hotel Nacional em São Conrado, os jardins da casa de Roberto Marinho, que recentemente virou o Instituto Casa Roberto Marinho e sua obra mais completa e famosa o projeto de paisagismo do Aterro do Flamengo.

Sitio Burle Marx

Casarão na entrada do sítio

Roberto Burle Marx adquiriu a propriedade que atualmente é o Sitio Burle Marx em 1949, na época uma fazenda. O intuito dele ela agrupar nesse local a sua coleção de plantas quando elas ultrapassavam o número de 3500 espécies. Depois de algum tempo o sitio passa a ter um caráter de laboratório, pois ali ele tinha oportunidade de combinar no terreno plantas de diversos locais. Importante ressaltar que a combinação era de natureza estética.

Em 1985 Burle Marx doou seu sítio de Guaratiba com seu acervo para o IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) fazendo apenas dois pedidos. O primeiro deles era que os funcionários fossem mantidos e o segundo era de que ele pudesse continuar vivendo no local, e os dois pedidos foram respeitados. Burle Marx viveu por lá até 1994 quando veio a falecer.

Como chegar no Sitio Burle Marx?

O melhor acesso é para quem vem de carro, mas para quem vem de transporte público pode chegar de metrô a até a estação Jardim Oceânico fazer conexão para o BRT no mesmo local indo até a estação de Ilha de Guaratiba e de lá é só seguir com o ônibus número 874 ou 867 até a porta do sítio.

Sitio Burle Marx

Como é a Visita ao Sítio Burle Marx?

A visita ao sítio deve ser previamente agendada (mais informações sobre o agendamento ao final desse post) e leva em torno de 1h30 a 2h. Parece muito tempo, mas o sítio é imenso e a visita é muito rica, no final das contas nem parece que passamos esse tempo todo passeando por lá.

Fomos guiados pela guia e bióloga Mariana, e o tour começa pontualmente no casarão que é a sede administrativa do sítio, de lá seguimos o tour passando pelo belíssimo jardim em tons degradês de verde e que foi todo modificado por Roberto Burle Marx. Passamos por alguns pontos de interesse como a Capela de Santo Antônio da Bica que data do século XVII, atualmente restaurada onde todo domingo acontecem missas para a comunidade do entorno e além disso é possível realizar batizados e casamentos.

De lá seguimos para o ateliê que o paisagista utilizava para fazer suas pinturas e esculturas. Chama atenção no espaço os lustres feitos de frutas e flores secas. Além disso a pintura nas paredes foi desenhada em cartão postal por Burle Marx e executados pela sua amiga e artista plástica Giuliana.

Sitio Burle Marx

Lago na frente do casarão

Seguimos então para o casarão que foi a residencia de Roberto Burle Marx que também data do século XVII. Lá e possível vistar cômodos como a sua sala de jantar, quarto, sala de música, observar suas coleções de imagens sacras e cristais além de esculturas que foram esculpidas pelo próprio.

Um anexo da casa que foi construído posteriormente a pedido do artista conserva hoje um pequeno museu com arte popular brasileira.

Seguindo visita chegamos a um último casarão que estava sendo construído para ser a nova casa do paisagista, mas não chegou a ficar pronto antes de seu falecimento. Atualmente esse espaço funciona como um local para eventos e palestras, ambiente para aulas e até saraus. Para saber mais sobre os eventos que acontecem no local acompanhe a página do facebook do sítio.

De lá, descendo uma escadaria de aproximadamente 400 degraus a visita finaliza num lindo e fotogênico lago.

Sitio Burle Marx

Capela de Santo Antônio da Bica

Informações uteis

As visitas no sítio ocorrem apenas com agendamento prévio, de terça a sábado em dois horários: o primeiro horário às 9h30 e o segundo horário às 13h30. O valor do ingresso é de R$ 10,00 por pessoa. Crianças até 5 anos estão isentas e idosos e estudantes pagam meia entrada. Para fazer sua reserva entre em contato no telefone (21) 2410-1412 ou no e-mail srbm@iphan.gov.br.

O local conta com estacionamento (incluindo no valor do ingresso), bem como banheiros, bebedouros, fraldário e uma lojinha que fica na sede administrativa logo na entrada do parque.

Endereço: Estrada Roberto Burle Marx, 2019 – Barra de Guaratiba.

Esse encontro fez parte de um encontro de blogueiros da RBBV no Rio de Janeiro que aconteceu em abril de 2018. Acesse também os blogs dos outros envolvidos:

Olivia Garimpando por aí

Turista FullTime

Por aí com os Pires

– Destinos em Foco (blog sendo reformulado)

Deixa Eu Viajar

Aprontando as Malas

Destinos e Afins

Fora da Toca

Onde se hospedar na região de Barra de Guaratiba?

Se quiser se hospedar na região e conhecer os outros pontos turísticos de Barra de Guaratiba separamos alguns hotéis para ajudar na sua escolha:

1 – Les Reles Marambaia – Avaliado no booking com nota de 8,3 pelos usuários e classificado no mesmo site com 4 estrelas, o hotel tem uma diária média de R$ 400,00 e é um dos mais pomposos da região.  Além da bela vista para a Restinga de Marambaia o hotel conta com piscina ao ar livre, restaurante que serve frutos do mar e especialidades regionais além de um spa.

3 – Pousada do Mar – No booking.com sua pontuação é de 7,3 e o valor médio de diária está em R$ 200,00. A pousada fica a beira mar e conta com piscina, estacionamento gratuito e café da manhã incluído na diária.

4 – Casa Amarela – Classificada no booking com nota de 7,6 pelos usuários a pousada Casa Amarela fica a 500m da praia de Barra de Guaratiba e tem sua diária girando em torno de R$ 172,00. Incluídos na diária estão o Wi-Fi e o Café da manhã. Um ótimo custo benefício para quem busca um a opção de hospedagem na região.

5. Casa dos Franceses – A melhor avaliação da região no booking.com fica para a Casa dos Franceses, com 9,4 pontos na classificação dos usuários e diária média em torno de R$ 200,00 o local fica a um minuto de caminhada da praia e conta com uma pequena piscina, lounge compartilhado e farto café da manhã incluído na diária.

6. Banana Leaf Eco Hostel – Com a diária média de R$ 180,00 e avaliação de 8,6 pelos usuários do booking o hostel conta com Wi-Fi gratuito e piscina ao ar livre, além de restaurante, churrasqueira e ficar a uma pequena caminhada da praia.

*Valores de diárias acima foram pesquisados em abril de 2018.

Outros posts relacionados

– Stand up paddle em Barra da Guaratiba

– Mirante do Caeté no Parque Municipal Natural da Prainha

– Desvendando a Praia do Secreto

PLANEJE SUA VIAGEM UTILIZANDO OS PARCEIROS DO BLOG:

Tá precisando de ajuda pra preparar o seu roteiro de viagem? Usando os links aqui do blog você não irá pagar nada a mais por isso e você ainda ajuda o blog a continuar ativo.

Hotel Booking.com

Aluguel de Carro: Rentcars.com

Aluguel de Casas ou apartamentos: Ganhe R$ 130,00 de desconto na sua primeira reserva pelo Airbnb

Seguro viagem: Seguros Promo

Você pode gostar...

6 Resultados

  1. Maria disse:

    Mó LINDO esse lugar! Nunca fui e deu muita vontade vendo as fotos aqui e no ig! Voto da gente marcar uma “fora da rotada” lá, hein. Beijo!

  2. Tatiana disse:

    Debora como queria ter ido!!!!! Topa repeteco? Podíamos passar uma noite por la para aproveitar mais a região, o que me diz? Beijo grande e saudades.

  3. Laura disse:

    Que lugar lindo! Deve ter sido uma experiência super legal!! Quero muito ir quando voltar ao Rio!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *