Final de Semana em Paraty e Trindade

Paraty é o sétimo município do Brasil mais procurado pelos turistas. Um patrimônio histórico, com prédios super bem preservados que remetem a era do Brasil colonial. E não é para menos, com muitas atrações, além de passeios de barco por praias lindíssimas e cachoeiras, ela é a queridinha!! (Fonte: Exame.abril.com.br)

Estar em Paraty é correr o risco de se apaixonar, o que vai acarretar a muitas visitas a cidade. Só eu estive por lá 05 vezes.

Como chegar em Paraty?

Paraty está localizada praticamente na divisa entre o Rio e São Paulo. Saindo do centro do Rio de Janeiro são aproximadamente 250km e do centro de São Paulo aproximandamente 270km. Indo de carro, do Rio de Janeiro, deve-se optar pela Rodovia Rio x Santos.

Saindo de São Paulo, de ônibus a empresa Reunidas Paulistas que faz o trajeto a partir do Terminal Rodoviário Tietê, e a partir da Rodoviária Novo Rio é possível fazer o trecho com a viação Costa Verde.

Também é possível chegar de ônibus intermunicipal a partir de Ubatuba ou Angra dos Reis.

Onde se hospedar em Paraty?

Paraty tem hospedagem para todos os gostos e bolsos como pousadas românticas, albergues, casarões coloniais que foram transformados em hotéis boutiques e possibilidade de alugar uma casa (Quer saber mais sobre como alugar uma casa para temporada? Eu explico tudo nesse post).

Fato é que, quanto mais longe do centro histórico, mas econômica será a sua hospedagem. Na ocasião dessa viagem, minha segunda vez em Paraty em novembro de 2010, fiquei hospedada na Pousada do Jambo (Atual Pousada Recanto Verde) por R$ 50,00 a diária para duas pessoas, mas sem café. A pousada fica bem na entradinha da cidade, alguns minutinhos depois de passar no portal de entrada. Na época da hospedagem estava tudo bem limpinho e organizado, e acredito que permaneça assim na nova organização.

Veja outras opções de hospedagem em Paraty:



Booking.com

Onde comer em Paraty?

Assim como as opções de hospedagem, as opções de restaurantes e bares descolados também são infinitas em Paraty. Você pode simplesmente caminhar sem compromisso pelo centro histórico e escolher a opção que mais lhe agradar.

– Restaurante Corto Maltese

Se gostar de restaurante com comida ilaliana, recomendo o restaurante Corto Maltese, que é sensacional e os valores do cardápio não são absurdos. (*Esse restaurante encontra-se atualmente fechado. Atualizado em abril de 2018).

Paraty e Trindade

Restaurante Corto Maltese

O que fazer em Paraty?

– Centro Histórico

Tendo muito ou pouco tempo na cidade com certeza a melhor pedida é fazer um passeio a pé pelo centro histórico de Paraty (até porque, na maioria das ruas é proibido o transito de carro), e se perder pelas ruas de pedra observando todo aquele casario colonial bem conservado, passando pela Igreja Matriz. Também existe a possibilidade de fazer um City tour de charrete.

Você também vai observar as calçadas altas. É que em, algumas épocas do ano, Paraty é atingida pelo alagamento ocasionado pela alta das marés, o que pode até lhe render uma boa foto com reflexo do casario colonial na água.

Além disso, Paraty também é famosa por receber durante o ano vários eventos culturais, os mais famosos com certeza são a Flip (Festa Literária Internacional de Paraty) e o Festival da Pinga.

Paraty e Trindade

Centro histórico de Paraty

– Forte Defensor Perpétuo

Visite o Forte Defensor Perpétuo, que é o único forte que ainda existe em Paraty. A caminhada até o forte é um agradável passeio pela mata que não leva mais do que 10 minutos. No local existe o Museu do  Forte Defensor Perpétuo (que não visitei) e também uma bela vista para a baía de Paraty.

Paraty e Trindade

Forte Defensor Perpétuo

–  Praia do Pontal

Para quem se hospeda na região de Paraty, essa é a praia mais próxima. Não é própria para banho, mas saindo da região do centro histórico, além do fácil acesso a pé ela é ótima para bebericar, comer alguns petiscos e admirar o dia.

Paraty e Trindade

Praia do Pontal

– Passeio de barco

 As melhores praias de Paraty só tem acesso através de um passeio de barco. Há muitas agências, hostels e pousadas que oferecem os passeios, mas vale a pena dar uma pesquisada nos preços e serviços oferecidos de cada um.

Uma opção também é ir direto ao cais e fechar o passeio por lá mesmo, diretamente com os barqueiros, o que faz o preço ficar mais em conta e também ter a possibilidade de ver e escolher o seu barco.

 – Caminho do Ouro

O caminho do ouro é outro passeio muito procurado em Paraty. Trata-se de uma estrada construída pelos escravos e que nos séculos XVII e XVIII era utilizada para ligar Minas Gerais ao Rio de Janeiro e São Paulo, no chamado “Ciclo do Ouro”. A estrada ainda encontra-se bem preservada e é envolta pela mata atlântica, além de mostrar a quem se disponibiliza fazer o caminho cachoeiras, ateliers, alambiques e muito mais. Infelizmente não pude fazer esse passeio, mas pelo que li sobre achei bem interessante.

– Cachoeiras

Paraty é uma cidade de praia, mas também de cachoeiras, o que pode ser ótimo para quem gosta de apreciar as duas coisas, como eu. E são inúmeras opções, dentre as mais famosas estão: Cachoeira da Pedra Branca, Cachoeira do Tobogã (uma das mais visitadas), Poço do Tarzã e várias outras opções que podem ser consultadas no site www.paraty.com.br.

O que fazer em Trindade?

Trindade é um vilarejo que fica a aproximadamente 25km de Paraty, e estando em Paraty não perca a oportunidade de conhecer as suas praias de águas cristalinas e outras atrações imperdíveis. Fique atento as placas na estrada, pois a entrada para Trindade não possui boa sinalização.

A vila de Trindade é bem pequena e roots, mas possui uma boa infraestrutura para o turista, pois conta com pousadas, hostels, restaurantes, campings, lojinhas de suvenirs e artesanato.

– Praia do Sono

Provavelmente a mais bela e a mais famosa da região, a Praia do Sono é acessada por uma trilha do meio do caminho entre Paraty e Trindade (mais próximo de Trindade). A trilha leva em torno de 40 minutos e tem dificuldade mediana. Além disso o acesso também pode feito por lancha a partir do condomínio laranjeiras. Vale a pena intercalar a ida de trilha e a volta de lancha, se estiver muito cansado.

A praia, praticamente deserta, possui águas clarinhas e tem estilo roots. Ela é recheada de natureza, rodeada pela mata atlântica e possui trilhas para outras praias ainda mais belas e mais desertas daquela região, como a Praia de antigos, Antiguinhos, a Praia de Ponta Negra, Saco Bravo (onde há uma cachoeira de frente para o mar) e a Cachoeira das Galhetas.
Importante saber que a praia possui pouca infraestrutura turística, e a que existe é oferecida pelos moradores do local.

 – Praia do Cepilho

Chega-se em Trindade pela praia do Cepilho, com ondas fortes e ideal apenas para a prática de surf. Essa praia também conta com um bar.

Paraty e Trindade

Praia do Cepilho

– Pedra que Engole

Uma famosa cachoeira em Trindade é a Pedra que engole. O acesso não é sinalizado, por isso o ideal é pedir auxílio ajuda a algum morador local, ou pegar informações bem específicas na pousada onde estiver hospedado.

A  cachoeira em si, trata-se de uma pequena que d’água que entra por dentro de duas pedras onde é possível escorregar e cair num poço. Acalme-se, você não irá se afogar.

Paraty e Trindade

Pedra que Engole

 – Praia do Meio

Seguindo pela vila de Paraty chega-se a Praia do Meio, que possui esse nome pois tem uma formação rochosa dentro do mar que divide a praia no meio, e que a deixa ainda mais charmosa.

Paraty e Trindade

Praia do Meio

– Praia do Caixadaço

No canto direito da praia do meio (de quem está de frente para o mar), há uma trilha curta que leva a Praia do Caixadaço. Por essa praia ter o acesso por trilha, a quantidade de pessoas na praia também é menor, o que a deixa com um jeitão de praia preservada.

– Piscina Natural do Caixadaço

No final da longa Praia do Caixadaço há uma trilha de aproximadamente 30 minutos que leva a Piscina Natural do Caixadaço, com certeza a atração mais famosa da região. Uma formação rochosa forma uma piscina natural que é invadida pela água do mar e tudo fica tão clarinho que dá gosto de ver. Programe-se para ir num final de semana de sol e não esqueça seu snorkel.

Alguns barqueiros ficam no local oferecendo a possibilidade de voltar para a praia do meio sem ter que fazer toda a trilha, então avalie seu cansaço.

– Outras Praias

Além das prais citadas acima, Trindade ainda conta com a Praia Brava, a Praia de fora e a Praia dos Ranchos.
Paraty e Trindade sempre valem a viagem, só eu já estive lá 05 vezes. Além desses passeios é possível fazer muitos outros. A região é conhecida por ter mais de 300 praias para curtir, além de esporte de aventura, museus, cachoeiras e etc. Uma cidade que combina história, natureza exuberante, praias lindas e gastronomia de primeira, tem mesmo é que cair no gosto do mundo.

Período da Viagem: Novembro de 2010

Outros posts relacionados

– 5 motivos para conhecer Paraty

– Passeio de barco em Angra dos Reis

– Ilha Grande – Roteiro de Final de semana

Para outras leituras interessantes sobre Paraty e Trindade, visite:

PLANEJE SUA VIAGEM UTILIZANDO OS PARCEIROS DO BLOG:

Tá precisando de ajuda pra preparar o seu roteiro de viagem? Usando os links aqui do blog você não irá pagar nada a mais por isso e você ainda ajuda o blog a continuar ativo.

Hotel Booking.com

Aluguel de Carro: Rentcars.com

Aluguel de Casas ou apartamentos: Ganhe R$ 130,00 de desconto na sua primeira reserva pelo Airbnb

Seguro viagem: Seguros Promo

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. 24 de abril de 2017

    […] Para saber como chegar, onde ficar e todas as atrações disponíveis por lá visite o post: Final de Semana em Paraty e Trindade […]

  2. 15 de abril de 2018

    […] – Final de Semana em Paraty e Trindade […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.