Como subir a Pedra da Gávea

Essa pedra tão icônica e vista de tantos pontos da cidade acaba servindo muitas vezes até de ponto de referencia. Ela faz parte da Floresta da Tijuca e foi a primeira montanha carioca a ser batizada com um nome em português.

A pedra que já serviu até de cenário de filmes tem um formato de um rosto quando vista de frente, em sua face oposta ao mar, por muitos chamada de “cabeça do imperador”.

Como chegar no início da trilha?

Primeiro dirija-se ao Bairro do Itanhangá. Se você vai de ônibus, procure algum que passe pela Praça Desembargador Araújo Jorge. Os pontos de referencia são o Bar do Oswaldo e o Bom Sujeito. De lá siga caminhando pela Est. do Joá até a Av. Fleming até chegar a Praça Professor Velho da Silva. Depois é só sair na segunda saída, uma rua sem nome similar a um condomínio e guardada por uma guarita. No final dessa rua está o início da trilha.

Rua sem nome antes de chegar ao início da trilha.

 

Informações sobre a trilha:

A trilha possui 1670m e apesar de ser uma distancia curta, ela é considerada uma trilha de alta dificuldade pois o trajeto além de ser bem íngreme durante a maior parte do tempo, possui muitos obstáculos. O tempo médio de subida leva em torno de 3h a 4h dependendo do seu condicionamento físico.

No ponto mais alto a pedra tem uma altitude de 844m, mas não fica entre as 5 montanhas mais altas da cidade, perdendo para o Pico da Pedra Branca, o Pico da Tijuca, o Bico do Papagaio, a Ponta do Urubu e o Morro do Cocanha ou São Miguel.

A não ser por uma cascata logo no início da trilha e por uma fonte de água natural que você irá encontrar quando tiver atravessado aproximadamente 2/3 do caminho não há outros pontos de hidratação, por isso vá munido de água (muitas garrafas), um lanche e doces, caso precise recuperar a energia.

Cascatinha no início da trilha

 

Conforme falado, a trilha se dá em sua maior parte por trechos íngremes, de escalaminhada, muitas vezes sendo necessário subir com auxílio de correntes e cordas existentes do local. Respeite seu corpo e pare para descansar quantas vezes forem necessárias.

Trecho de escalaminhada

 

Depois de certo tempo de caminhada chega-se a pedra do navio, um estimulo a mais para continuar a caminhada, já que ela dá um “pequeno gostinho” da bela vista que está por vir. E continuando a subida há um trecho com uma vista perfeita para a “cabeça do imperador”.

 

Para passar a carrasqueira é recomendado o uso de cordas, ou pelo menos acompanhamento de alguém que já tenha feito a trilha para prestar algum suporte, especialmente se você for baixinho(a), como eu. Pode ser que no local haja alguém com os equipamentos que facilite a subida, tente negociar para usá-los, mesmo que tenha que pagar uma pequena taxa. Eu consegui subir metade da carrasqueira com uma corda emprestada. Fique atento aos pontos de fendas na pedra, para apoio dos pés e das mãos. Acho que a essa altura nem é necessário falar, mas não esqueça de usar calçados adequados. Se ao chegar nesse ponto você desistir, pelo menos terá uma bela vista da Barra da Tijuca.

Vista antes de subir a carrasqueira

 

Se você enfrentou a carrasqueira, você está quase lá. Ainda restam 30 minutos de subida até alcançar o topo, e quando se chega no cume você fica extasiado. Posso dizer que essa foi a trilha mais difícil e mais recompensadora que já fiz na vida. A vista lá de cima é um grande presente. Infelizmente a visibilidade nesse dia não estava tão boa por conta de uma neblina, por isso as fotos não refletem 100% do que é a vista lá do alto. Mas apesar do medo e de todos os pesares, concluir a subida a pedra da Gávea dá uma sensação de superação e gratidão. Lá do alto entendemos que somos tão pequenos de frente a imensidão da natureza, e que devemos ser gratos por ter a oportunidade de conhecer lugares como esses.

 

O parque funciona das 8h às 17h, e com horário estendido até as 18hs no verão.

Período da visita: dezembro de 2013

Outros posts relacionados:

Conheça o Forte do Leme

Trilha da Pedra Bonita

Como chegar na Pedra do Pontal

Trilhas da Praia do Perigoso e Pedra da Tartaruga

Parque da Catacumba

– Como subir o Morro dois Irmãos

– Mirante do Caeté no Parque Municipal Natural da Prainha

– Desvendando a Praia do Secreto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *